Chegou a castanha portuguesa

A nossa castanha apresenta diversas formas de consumo e comercialização, como castanha congelada, castanha torrada, castanha em conserva, castanha em calda, farinhas, aperitivos, entre outros.

castanha

Além disso, por não conter glúten, essa oleaginosa atende ao grupo dos portadores da doença celíaca, já que a farinha de castanha portuguesa é uma alternativa saudável em substituição ao trigo e outros farináceos que possuem glúten.

Ao analisar sua composição nutricional, conclui-se que a castanha portuguesa é um alimento saudável por ser uma boa fonte de nutrientes essenciais, fonte de energia, proteínas que apresentam bom perfil de aminoácidos, fibras, vitaminas, minerais e baixo conteúdo de gordura, mas é importante lembrar que o consumo deve ser moderado.

Açucares

Os açucares presentes na castanha portuguesa são compostos por dois tipos de amido, amilose e o amilopectina. O primeiro é responsável por fornecer energia e o outro por efeitos positivos sobre as funções do intestino.

Lipídos

Trata-se de um alimento com baixo teor de gordura e, consequentemente, hipocalórico.

Fibra

A castanha portuguesa possui quantidades significativas de fibra o que reduz o tempo de trânsito intestinal.

Vitaminas

As vitaminas que podemos destacar são a E e a C, a primeira age no organismo como agente antioxidante, combate os radicais livres e o retardar no envelhecimento; a segunda é importante na defesa do organismo contra infecções e fundamental na integridade das paredes dos vasos sanguíneos.

Minerais

As castanhas têm um conteúdo mineral importante, que desempenha funções essenciais no organismo humano, apresenta uma quantidade significativa de ferro, atua principalmente na síntese (fabricação) das células vermelhas do sangue e no transporte do oxigénio para todas as células do corpo.

A equipa PES

(adaptado de https://www.natue.com.br/natuelife)

Advertisements