Chegou o outono

Como o outono é sinónimo de frio, castanhas e dióspiros, deixamos, mais uma vez, umas deliciosas receitas para que possas experimentar em casa!

Bolo de castanhas sem glúten

21237067_jm2Ge

Pré-aqueça o forno a 180º C.

Parta o chocolate preto em pedacinhos e coloque numa taça de vidro. Derreta o chocolate no micro-ondas até derreter. Vá interrompendo para ir mexendo. Reserve.

Separe as claras das gemas dos 6 ovos.

Bata as claras em castelo com uma pitada de sal.

Noutra taça, misture a manteiga, o açúcar e as gemas dos ovos. Depois acrescente o chocolate derretido e 90 gramas de farinha de castanha. Mexa bem.

Junte um pouco das claras em castelo à mistura de chocolate e mexa bem. Depois, acrescente o resto das claras em castelo à mistura de chocolate e envolva cuidadosamente.

Transfira a mistura que obteve para uma forma de bolo e leve ao forno durante 40 a 60 minutos ou até inserir um palito e este sair limpo. Retire do forno e reserve para arrefecer. Nessa altura, desenforme e sirva decorado com o resto da farinha de castanha.

 

Compota de Dióspiro e Amêndoa 

20030121_T1UpA.jpeg

Ingredientes

3 dióspiros (470 g)

200 g de açúcar

sumo de ½ limão

1 pau de canela

60 g de amêndoa laminada

 

Preparação

Retire a casca e a parte dura do dióspiro. Coloque num tacho, apenas a polpa, adicione o açúcar, o sumo de limão e o pau de canela. Deixe ferver e envolva até o açúcar se dissolver. Baixe o lume e deixe cozinhar até ganhar a consistência de compota, cerca de 30-40 minutos.

Retire do lume, adicione as amêndoas, envolva e deite num frasco previamente esterilizado.

 

 

Dia Mundial contra o trabalho infantil

Comemora-se hoje o Dia Mundial contra o trabalho infantil pelo que a nossa equipa deixa algumas palavras sobre o assunto.

1

Esta celebração foi criada pela Organização Internacional do Trabalho, agência das Nações Unidas que instituiu a data do Dia Mundial Contra o Trabalho Infantil em 2002.

Celebra-se no mesmo mês do Dia Mundial da Criança e pretende sensibilizar para o facto de muitas crianças serem obrigadas a trabalhar, diariamente, quando deveriam estar na escola a aprender e a construir um futuro melhor para si e para os seus.

É este o dia de relembrar que todas as crianças devem ser protegidas da exploração infantil e doutras violações dos seus direitos humanos fundamentais.

A UNICEF refere que existem cerca de 168 milhões de crianças vítimas de trabalho infantil, muitas delas em condições de exploração infantil, com perigos graves para a sua saúde e sendo envolvidas em conflitos armados.

 Ler notícias sobre este assunto aqui

A equipa PES

Para os gulosos saudáveis: a nossa lasanha!

É certo que atualmente nos tornamos mais adeptos de uma alimentação que converge com os princípios do regime vegetariano.

Não deixando sabores de parte, fica aqui uma receita que nos parece saudável e deliciosa.

lasanha

Lasanha veggie integral

Serve 4 a 6 pessoas
Tempo de preparação: 30min
Tempo de cozedura: 30min

 

Ingredientes
1 – 2 cebolas grandes cortadas em meias luas
2 alhos laminados
1 alho francês laminado
1 beringela cortada em cubos*
Sumo de 1 limão
1/2 pimento vermelho em tiras
200gr cogumelos shiitake, laminados grosseiramente
3 mãos cheias de espinafres selvagens
2 tomates grandes maduros, cortados em cubos
9 placas de lasanha integral (sem ovo)
300ml de natas de aveia (ou outras natas vegetais da sua preferência)

*Nota: a beringela após ser cortada tem de ser colocada num recipiente com o sumo de limão para não oxidar. pode também acrescentar algumas especiarias para dar outro sabor ao prato, p.e.: alho em pó, pimenta, etc.

 

Preparação

Aquecer uma frigideira e juntar os alhos, a cebola e o pimento. Refogar em lume médio/baixo e ir salpicando constantemente com umas gotinhas de água para não secar/queimar os alimentos. Deixar alourar.  (Método “water saute”). Colocar de seguida o alho francês e a beringela com o sumo de limão. Deixar apurar bem e adicionar os cogumelos e os tomates. Por fim adicionar os espinafres e envolver tudo com 1 concha de vegetais.

 

Dispor num pirex, alternadamente, camadas de folhas de lasanha e de recheio. Finalizar com uma camada de folhas de lasanha e cobrir com as natas vegetais restantes. Polvilhar o topo da lasanha com queijo vegetal previamente ralado.

 

Levar ao forno pré-aquecido a 180º aproximadamente 30 minutos. Acompanhar com uma salada de tomate, abacate e cebola com orégãos, sal rosa dos himalaias, pimentas, umas gotas de sumo de limão e um fio de azeite.

Disfrutem!

Equipa PES

Mês de maio: o que comer

A nossa equipa é a favor do consumo de produtos biológicos certificados bem como a favor da sazonalidade alimentar.

É certo que, nos dias que correm, todos podemos comer de tudo o ano todo, as grandes superfícies oferecem uma grande variedade de frutas e legumes. No entanto, respeitando o ciclo da Natureza e mantendo o sabor ligado a cada mês do ano, deixamos a nossa lista de alimentos a não esquecer durante este mês de maio:

MAIO

Fruta: Laranja, limão, morango, nêspera, tangerina, alperce, cereja e mirtilo.

This slideshow requires JavaScript.

Legumes: Abóbora, acelga, aipo, alcachofra, alface, alho francês, batata nova, beldroegas, beterraba, brócolos, cebola, cenoura, chicória, courgette, couves, ervilhas, espinafre, fava, funcho, grelos, nabiças, nabo, pepino, rabanete, rúcula.

Que vos seja útil e…bom apetite!

A equipa PES

 

Dicas saudáveis

Para ter uma alimentação saudável basta seguir as nossas dicas simples: beber bastante água, evitar doces e alimentos fritos, reduzir o consumo de bebidas alcoólicas e equilibrar a quantidade de hidratos de carbono, proteínas e gorduras ao longo do dia.

A alimentação saudável traz benefícios para a saúde como melhor controlo de peso, melhor rendimento no trabalho, aumento da memória e da concentração, fortalecimento do sistema imunológico e prevenção de doenças.

a

COMO TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

Atitudes simples e fáceis para se ter uma alimentação saudável:

Comer pelo menos 2 unidades de fruta por dia;

Consumir legumes e verduras no almoço e no jantar;

Incluir proteínas como queijos e ovos no pequeno-almoço e no lanche da tarde;

Fazer uma alimentação variada, alternando as frutas e legumes que são consumidos diariamente e variando entre carne, frango ou peixe como principais fontes de proteína;

Beber pelo menos 2,0 L de água por dia;

Reduzir o consumo de sal, preferindo usar temperos naturais como alho, cebola, pimenta, manjericão e salsa, e evitando o uso de temperos industrializados;

Preferir alimentos integrais, como pão e macarrão integrais, pois são ricos em fibras, vitaminas e minerais;

Evitar o consumo de alimentos ricos em açúcar, como refrigerantes, bolos, chocolates, biscoitos e gomas;

Evitar o consumo de fritos, salgados, pastéis, empanados e batatas fritas;

Preferir gorduras boas como azeite, castanhas, abacate, coco, chia e linhaça;

Evitar o consumo de carnes processadas, como salsichas, linguiça, presunto, bacon, peito de peru e salame.

Além disto, é importante preferir alimentos naturais e pouco processados, pois eles têm uma quantidade maior e melhor de nutrientes do que os alimentos processados. Evitar o consumo diário de produtos processados e industrializados é um dos principais passos para iniciar uma alimentação saudável.

 

Equipa PES